30 agosto 2010

Lágrimas de Sangue!

Tudo parecia ir tão bem quando de repente me deparei com esse turbilhão de sentimentos estranhos, contraditórios e perturbadores. Estava tomado de uma felicidade imensa e uma sensação de realização pessoal quando percebi que nada parecia fazer sentido para mim. Olhei para o lado e me vi sozinho, mais uma vez, essa amargura, esse buraco maldito no peito e a pergunta que há anos martela meus pensamentos: O que falta para eu ser feliz?
Realmente não sei, estou triste, sozinho, vivendo uma vida que não é minha, vivendo um sonho que não me pertence, nada disso é meu.
Luto contra um sentimento ruim, um sentimento que sei, não deveria existir no meu coração, mas ele existe e tem se feito cada vez mais e mais presente nas horas de solidão que me encontro no decorrer do dia.
Olho ao meu redor e não reconheço a vida que levo, vejo as pessoas sorrindo, vejo felicidade na vida alheia e não vejo na minha e me pergunto: Quando será a minha vez? Quando? Será que já não sofri demais nessa vida? Será que fui tão desgraçado assim com as pessoas para merecer tais amarguras?
Vivo em constante conflito com o meu eu, com meus sentimentos e pensamentos. Não quero assumir, mas sinto inveja sim de outros. Pode parecer bobagem, mas isso me incomoda, não sei o que fazer para mudar isso. Perdi tanto tempo com coisas tão estranhas e às vezes ainda acho que continuo perdendo tempo. As vezes acho que a minha vida não passou de uma grande perda de tempo.
Claro que tive meus momentos de felicidade, mas será que eles eram reais? Ou será que não passavam de ilusão de um ser triste e solitário, descontente com tudo e com todos?
Creio que não devo encontrar tão cedo respostas para tais indagações, mas será que existe algum ser, energia ou espírito que possa me ajudar a diminuir essa sensação horrorosa que carrego dentro de mim?
Me sinto podre, sujo, feio, maltrapilho... a impressão que tenho é que somente os outros é que são felizes... Será?
Ou será que, assim como eu, todos também não estão vivendo uma vida de ilusões? Uma vida a qual ninguém sabe bem o que quer ou qual caminho seguir.
Devo acreditar em Deus ou no Demônio? Devo fazer o bem ou o mal?
Realmente não sei, há anos clamo ao Universo por respostas e por auxílio, algumas vezes até consegui alguma força, mas assim como meus raros momentos de alegria, essa força tem se esvaido cada vez mais, e com mais rapidez.
Não sei, não sei, não sei. Não sei se tudo que passei até hoje não foi em vão. Prefiro pensar que não, mas às vezes fica tão dificil.
O buraco aumenta a cada segundo, e o choro se torna cada vez mais sofrido, é como se cada lágrima que salta dos meus olhos me rasgassem por dentro causando feridas que não cicatrizam!
Pai, me ajuda!

Um comentário:

  1. Sempre vão haver perguntas a serem feitas e respostas a serem compreendidas, muitas vezes se diz q o tempo cura tudo,mas acredito q apenas a fé e o amor nos dá força.
    Fé em nós mesmo e naquilo q temos por certo, e o Amor por viver e não desistir de tentar viver cada dia melhor q o ultimo!

    ResponderExcluir