30 agosto 2010

Meu Nome

Quem é você?

Eu não te conheço mais.

Olha para mim!

Até o meu toque você tem evitado.

Por vezes tem me ignorado.

Por quê choras?

Seria culpa?

Vergonha?

Fala comigo!

Não entendo, passamos por situações tão adversas.

Eu te ajudei, você me ajudou, então,

por qual motivo você não se dirige mais à mim?

Deixe-me beijar, nem que seja levemente,

a maçã do seu rosto.

Você bem sabe que este seu comportamento

não te levará à lugar algum.

Me dê sua mão, deixe-me aperta-la.

Deixe-me te dar-te forças para superar suas vicissitudes.

Permita que eu seque suas lágrimas.

Deixe-me ver se ainda há humanidade em sua alma.

Não quer falar comigo?

Não tem problema,

eu leio seu olhar.

Quanta dor e quanta mágoa reside em seu espírito.

Seu erro maior foi pensar que amor deveria ser único,

exclusivamente voltado à você.

Por quê tanto egoísmo?

Tanto meu Pai, quanto minha mãe olharam por você,

que poderia ter tudo se assim seu coração desejasse.

Nem mesmo meu nome você se lembra mais.

Não tem problema,

estou aqui para lembrar-te.

Ouça bem e não esqueça jamais

meu nome é

Jesus Cristo de Nazaré.

Nenhum comentário:

Postar um comentário