17 abril 2011

Não me olha assim

Por favor, não me olha assim. Não me olha assim porque só pelo seu olhar me sinto indefeso, me sinto frágil feito papel em uma fogueira que arde, queima e transforma meu coração em cinzas levadas pelo vento até se perder no horizonte azul.

Não me olha assim, afinal seu olhar tem a força de desvendar todos os meus segredos e mistérios e todas as minhas verdades mais obscuras. Tem o poder de impedir que eu minta ou omita absolutamente qualquer coisa de você.

Não me olha assim, seu olhar faz com que eu sorria ou chore a um simples comando seu, faz com que eu deseje dar tudo o que estiver ao meu alcance e o mundo se necessário só para vê-lo sorrir. Nada mais gratificante do que seu sorriso de garoto.

Não me olha assim, sou seu escravo, basta um simples olhar seu para que eu perca todas as minhas defesas e seja subjugado a seu bel prazer. E assim o faria se isto fosse te fazer feliz.

Seu olhar é mistério puro e eu luto para desvendá-lo e assim descobrir um pouco mais sobre você, seus desejos, seus anseios, seus medos e suas franquezas, porém é o seu olhar que arranca tudo isso de mim.

Através do seu olhar e da sua presença meu peito se enche de alegria e esperança. Uma esperança tola e singela em ganhar um carinho seu, um abraço ou qualquer demonstração de afeto que possa vir de você. Isso já me faz feliz.

Alegre-se, pois foi com seu olhar que a barreira que eu criei em torno do meu coração foi destruída. Assim pude sentir novamente algo bom e gratificante por alguém.

Ah esse olhar, tão lindo e iluminado, tão doce e sincero, tão frágil e sensível. Desmonta-me sem pestanejar e nem é preciso uma palavra, um gesto, nada, basta um olhar.

Ah, as lindas palavras que me dizem o seu olhar.

O que fazer ou pensar quando você me olha assim? Só que sou fraco a ponto de me entregar dessa maneira, a ponto de deixar com que tudo o que sempre acreditei seja posto a prova, que meu sentimento seja posto a prova. Há merecimento nisto tudo? Haverá recompensa ao final de tudo? Haverá ao menos um final?

Minha maior luta, agora que este sentimento renasceu com estrondosa força é fazer com que ele volte a hibernar dentro de mim. A cada dia cavo um buraco no cemitério do meu coração para enterrá-lo, mas parece que a cada dia ele se fortalece e cresce mais e mais, obrigando-me a cavar cada vez mais fundo...

E basta um olhar seu para que ele cresça ainda mais e mais, tomando conta de tudo em minha vida. Inclusive de mim mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário